PortalInícioCalendárioGaleriaFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Discos de freio - qual marca?

Ir em baixo 
AutorMensagem
Quaternion



Mensagens : 2
Pontos : 4
Data de inscrição : 30/10/2017

MensagemAssunto: Discos de freio - qual marca?   Ter Nov 14, 2017 8:21 pm

Prezados,

Não entendo muito de mecânica, mas, graças às informações aqui do fórum, eu me animei a tentar trocar os discos e as pastilhas de freio do meu Tiida SL 2008.

Tentei pesquisar o máximo, e vi que uma boa opção de pastilhas seriam as da Bosch, de cerâmica. Porém, em relação aos discos, não encontrei muita informação. Pelo que andei vendo nas lojas, acho que a marca mais famosa seria a Fremax. O que vocês recomendam? Posso comprar essa marca com tranquilidade? Segue um anúncio do conjunto que estou pensando em comprar:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Outra pergunta: vale a pena, nesse caso, trocar junto o fluido de freio, certo? Eu li um post aqui no fórum dizendo que não teria problema usar o fluido DOT 4, apesar de o original ser DOT 3. Esse fluido da Bosch, por exemplo, seria bom?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Desde já, agradeço as dicas que possam colocar no tópico. Obrigado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
dtyonline

avatar

Mensagens : 119
Pontos : 165
Data de inscrição : 11/08/2016
Localização : Santos - SP

MensagemAssunto: Re: Discos de freio - qual marca?   Ter Nov 14, 2017 11:26 pm

Quaternion seja bem vindo e parabéns pelo Tiida!

Para a troca dos discos vá tranquilo de Fremax.

Do fluido de freio sim a troca (principalmente se a troca anterior foi feita com mais de dois anos), vá na marca Bosch e evite Varga. Pode usar DOT 3, DOT 4 ou DOT 5.1. DOT 5 não pode porque é base silicone.

Abraços,
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tiidaclube.forumeiros.com/
Hugolinos

avatar

Mensagens : 40
Pontos : 42
Data de inscrição : 11/11/2016
Idade : 35
Localização : Curitiba - PR

MensagemAssunto: Re: Discos de freio - qual marca?   Qua Nov 15, 2017 1:21 pm

Olá, brother. Eu estive na mesma situação no começo deste ano.

Ao contrário do recomendado pelo user "dtyonline" não recomendo uso de fremax.

Explico aqui minha experiência com o referido disco:
Primeiro disco fremax durou 13mkm com uma pastilha da cobrec; passe/torno no disco mais um jogo de pastilha e foram 15mkm.. discos e pastilhas pro lixo.
Segundo e último jogo de disco fremax 17mkm empenado e sem possibilidade de torno pq ficaria fora da tolerância.

Remédio discos e pastilhas genuínas (pastilhas estavam 225,00 o par as bosh 198,00 o par). Rodei já 6.8mkm e além de não sujar mais as rodas de liga tanto o disco qnto as pastilhas parecem não ter desgastado nada, estão com aspecto de novos...

Tire suas conclusões; Carro tiida mec SL 2011.

Abrax
Voltar ao Topo Ir em baixo
Quaternion



Mensagens : 2
Pontos : 4
Data de inscrição : 30/10/2017

MensagemAssunto: Re: Discos de freio - qual marca?   Sab Jan 06, 2018 3:34 pm

Prezados,

Agradeço as respostas!

Já fiz a troca dos discos de freio, das pastilhas de freio, e do fluido de freio. Vou colocar aqui um "feedback" na tentativa de ajudar outros colegas de fórum que, como eu, não tenham experiência com mecânica, mas que estejam animados a colocar a mão na massa.

Peço desculpas por não ter tirado nenhuma foto nem feito nenhuma filmagem. Poderia ajudar, mas eu não pensei nisso na hora que executei o procedimento.

Inicio com os produtos que comprei:

- Jogo de Disco de Freio Dianteiro Fremax - Código: BD4738
- Jogo de Pastilha de Freio Dianteira Bosch Linha Premium Cerâmica - Código: BN1988 - F 03A 050 006
- Fluido de freio Ate SL DOT 4 - 1 litro

Além disso, comprei 6 cavaletes de apoio da marca Kala, com capacidade de 2 toneladas cada (ref: KALA-1065879). Comprei logo 6 para ter segurança. Porém, para efetuar a troca dos freios, não é preciso ficar debaixo do carro em momento algum.

Ressalto que não quero fazer propaganda de nada, e não tenho relação com nenhuma loja ou fabricante. Apenas comprei esses produtos porque, após uma pesquisa, achei que estavam com a melhor relação custo/benefício.

O resto das ferramentas, eu já tinha.

Eu me baseei em vários vídeos no youtube, especialmente os seguintes.

Vídeo 1 - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Vídeo 2 - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Vídeo 3 - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Vídeo 4 - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Vídeo 5 - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Vídeo 6 - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Os dois primeiros vídeos, em particular, são muito bem detalhados. Eles foram feitos pelo colega mrb, daqui do fórum. Aliás, aproveito a oportunidade para agradecer o colega. Os seus vídeos são extremamente úteis!

Após assistir aos vídeos, executei todo o procedimento de troca. Assim, vou deixar aqui as minhas observações.

Observação 1: tenha tempo

Nos vídeos, os procedimentos parecem bem simples e rápidos. Porém, na prática, é bem possível que ocorram situações não abordadas nos vídeos. Por conta desses imprevistos, recomendo ter bastante tempo, especialmente se você não tem experiência.

Apenas para se ter uma ideia, eu comecei os procedimentos por volta de 11h, e terminei às 20h. É claro que houve várias pausas para descansar, comer, bater papo etc. Mas, ainda assim, chuto que o tempo líquido de trabalho foi cerca de 4 ou 5 horas.

Observação 2: tenha espaço

Eu moro num apartamento sem garagem. Estava pensando em efetuar os procedimentos na rua. Ainda bem que não fiz isso!!!

Combinei com um amigo de ir para a casa dele, que tem garagem ampla e coberta. Foi tudo mais fácil assim. Tivemos mais privacidade para trabalhar no nosso ritmo, sem preocupações com sol, chuva, assaltos etc.

Ademais, fizemos bagunça e sujeira. Mesmo em uma garagem de prédio, por exemplo, acho que seria muito ruim de trabalhar.

Observação 3: prepare-se emocionalmente

Tenha consciência de que TUDO pode dar errado. Os vídeos que eu coloquei acima são muito bons, mas, por conta de imprevistos, é possível que você não consiga deixar o carro em condições de andar.

Recomendo ter um plano B. Eu mesmo cheguei preparado para chamar um guincho para levar o carro para a oficina e, de fato, QUASE fiz isso. Vou explicar na observação 5, abaixo.


Bem... Feitas essas observações, vamos falar dos procedimentos propriamente ditos.

Vou colocar as coisas que eu fiz resumidamente na ordem e, posteriormente, as observações.

1 - afrouxar os parafusos dos pneus
2 - colocar o carro sobre os cavaletes
3 - retirar os pneus
4 - abrir as pinças (ver observação 4)
5 - retirar as pastilhas velhas
6 - retirar as pinças
7 - retirar os discos velhos
8 - colocar os discos novos
9 - recolocar as pinças
10 - colocar as pastilhas novas (ver observação 5)
11 - fechar as pinças
12 - fazer a sangria do fluido de freio (ver observação 6)
13 - completar o fluido de freio
14 - recolocar os pneus
15 - colocar o carro no chão
16 - apertar os parafusos dos pneus

Observação 4: parafuso da pinça

Logo de cara, após a retirada dos pneus e da colocação do carro sobre os cavaletes, tivemos problemas na retirada do primeiro parafuso!

Trata-se do parafuso inferior da pinça, mencionado no vídeo 1, aos 34 segundos. Tentamos usar soquete, chave biela, chave de boca, alicate de pressão...

O que aconteceu foi que o parafuso estava MUITO apertado, com um torque absurdo. Então, as ferramentas acabaram gastando a cabeça do parafuso. Isso aconteceu mesmo com o uso de desemgrimpante.

Ficamos cerca de uma hora batendo cabeça com esse parafuso. Isso mesmo, UMA HORA NO PRIMEIRO PARAFUSO! Kkkkk...

Enfim, somente depois de 1 hora, percebi que era possível soltar o parafuso superior da pinça.

Também tive que fazer uma força danada, pois também estava ABSURDAMENTE apertado. Porém, a cabeça do parafuso superior é um pouco mais alta (pelo menos no meu Tiida 2008), então o encaixe foi melhor, e acabei conseguindo sem maiores dificuldades.

O único detalhe é que, como eu tirei o parafuso superior da pinça, para conseguir abrir a pinça, já tive que tirar logo, também, o grampo de fixação do flexível (mencionado no primeiro vídeo, aos 5:13).

A partir daí, estava tudo bem fácil. Tiramos as pastilhas, as pinças e os discos. Recolocamos os discos e as pinças. Até que, na hora de colocar as pastilhas novas, ocorreu o desastre sobre o qual vou comentar na observação a seguir.

Observação 5: pistão de freio

Na hora de colocar as pastilhas novas, percebemos que os pistões de freio estavam um pouco para fora das pinças. Por isso, não tinha espaço para colocar as pastilhas novas.

Tentei fazer um monte de coisas para colocar os pistões no lugar, por cerca de meia hora. Abrindo o parafuso da sangria e fazendo uma alavanca, consegui colocar o pistão da esquerda no lugar. Mas o da direita não teve jeito.

Depois de um tempão tentando, pesquisando outros vídeos etc., meu amigo, ao assistir a um vídeo no youtube, teve uma ideia "brilhante": vamos começar a fazer a sangria, porque poderia dar uma folga no pistão e, assim, conseguiríamos empurrá-lo de volta.

Como estávamos cansados de tentar colocar o negócio de volta, sem sucesso, concordamos em iniciar a sangria, mesmo sem ter muita certeza do que iria acontecer. Aí é que veio o desastre!

Começamos a seguir as orientações do vídeo 2, que fala sobre a sangria. Assim, iniciamos pelo lado direito, traseiro, como é mostrado no vídeo.

Ficamos um bom tempo tentando ver o fluido de freio chegando na mangueira. Fiquei eu dentro do carro, pisando no pedal do freio, e o meu amigo lá fora, regulando o parafuso da sangria. Mas nenhum líquido chegava na mangueira.

Depois de um tempinho, achei estranho e pedi para trocar: meu amigo foi para dentro do carro e eu saí. Começamos de novo o procedimento de sangria. Ficamos vários minutos, e nada...

Foi aí que eu levantei a cabeça e vi o problema. Estava vazando MUITO fluido pela pinça dianteira direita. Foi justamente nessa pinça que não conseguimos empurrar o pistão de volta. Para piorar a situação, quando cheguei perto do vazamento, vi que o pistão havia sido totalmente expelido da pinça.

Ou seja, o que favia acontecido foi que deixamos os parafusos da sangria abertos, nas duas pinças dianteiras. Curiosamente, não vazou fluido do lado esquerdo, e o pistão ficou no lugar certinho. Mas o da direita saiu completamente da pinça.

Iniciamos, então, a saga para tentar colocar o pistão de volta. Assistimos a um monte de vídeos e tentamos um monte de coisas.

Eu fiquei muito preocupado porque vi aquela borrachinha (que depois descobri que é o guarda-pó) rasgada. Eu pensei que o guarda-pó servia para não vazar o fluido. Como estava rachada, eu pensei que já era. E foi aí que eu quase chamei um reboque.

Mas eu não tinha muito o que fazer, já que era domingo. Então ficamos pesquisando mais. Depois que descobri que aquela borrachinha é o tal guarda-pó, eu pensei: "bem, se é apenas para pó, não deve influenciar o fluido".

Então, no fim das contas, como eu já estava conformado em chamar o reboque, pensei: "pior, não fica". Arranquei a borracha, rasgando até um pouquinho mais, e segui o vídeo 3 para colocar o pistão de volta.

Depois de um tempo tentando acertar tudo, não é que deu certo? Pelo menos aparentemente!

Finalmente, depois de resolvida a questão do pistão, montamos tudo e partimos para a sangria conforme o vídeo 2.

Observação 6: sangria

A sangria foi tranquila. A única observação que eu faço aqui é que, na hora de ver a questão de sair ar com o fluido na mangueira, não parou de sair ar.

Mas, depois de um tempinho, nós percebemos que a mangueira era um pouquinho mais larga do que deveria ser. Então, o ar não estava vindo de dentro do sistema de freios, mas sim entrando entre a mangueira e o bico.

Mesmo assim, deu para perceber que estava tudo certo, e finalizamos o serviço.

Observações finais: valeu a pena!

Só para terminar, eu gostaria de dizer que, mesmo com todo o trabalho, valeu a pena!

No fim das contas, deu tudo certo. Pelo menos, acho que sim. Fiz todo o procedimento há cerca de um mês, e o carro está perfeito.

Com todos os imprevistos e todas as falhas, aprendi bastantes coisas, e me sinto mais seguro para tentar fazer outras coisas. A próxima empreitada será trocar a bandeja da suspensão.

Para terminar, gostaria de deixar só uma questão: os guarda-pós estão um pouco rasgadinhos. Será que tem algum problema mais grave em rodar assim? Os rasgadinhos são bem pequenos.

Mais uma vez, gostaria de agradecer aos colegas do fórum. Qualquer dúvida, se eu puder ajudar, estou à disposição.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hugolinos

avatar

Mensagens : 40
Pontos : 42
Data de inscrição : 11/11/2016
Idade : 35
Localização : Curitiba - PR

MensagemAssunto: Re: Discos de freio - qual marca?   Seg Jan 08, 2018 5:50 am

Olá, Brother que saga essa sua... Pois é na teoria tudo dá certo na hora do real o bicho pega.. Recomendo vc dar uma olhada na css o valor e na sequência ver nos ferros velhos uma usada, aproveita pra ver um parafuso novo tmb. Eu não deixaria desse jeito já q vc disse que gastou a cabeça do parafuso inferior da pinça. Eu já quebrei o parafuso do coxim limitador de torque do motor, pq o antigo dono ou mecânico tirou água do parafuso e fiz o mesmo que vc desgastou a cabeça do parafuso e qndo estava qse saindo ele quebrou dentro e tive que tirar o restante com alicate de pressão pensa no trampo.. e medo de nunca mais sair o parafuso.. tive que comprar num ferro velho e pedi pra trazer de motoboy.. ficou qse o mesmo valor da css mais demoraria 1 semana pra chegar sob encomenda e era sábado de manhã, minha sorte... enfim não desanima pq esse é o caminho.. Abrax..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Discos de freio - qual marca?   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Discos de freio - qual marca?
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Pastilhas de Freio, quem já trocou? Quais as opções?
» Discos de freio, alguem já trocou?
» Qual marca produz a moto mais confiavel??
» Disco de Freio Marca GP
» Qual a marca mais eficiente de Anti-parasitas

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Tiida Clube - Oficial - BR :: Geral :: Mecânica e preparação-
Ir para: